segunda-feira, 26 de abril de 2010

Librianos

É, gente, não é fácil ser libriana não viu? Qualquer duvidazinha que pinta me deixa em pânico, sofrendo horrores para escolher o que fazer. Fico assim mesmo, minha cabeça até dói só pensando: o que eu faço? O que eu faço, Meu Deus??

Quando é uma dúvida séria, então! Que envolve outra pessoa ainda...aí eu peço para morrer, sério...a cabeça e o coração doem o dobro, os milhares de pensamentos vêm como tiros de espingarda metralhando e se batendo, não deixando que nenhum chegue antes do outro, formem fila e se organizem. Não. Vêm todos loucos bagunçados, doidões.

E isso me mata! Eu detesto ter que me decidir por coisas sérias, importantes...gosto de paz, serenidade. E escolher, para mim, está longe de ser pacífico. É por isso que, às vezes  libriano parece ser um bobo que não toma posição, está sempre em cima do muro e concorda com todo mundo. Não é isso não, gente. Acreditem, tomar qualquer decisão implica sofrimento demais. Por isso, é bem melhor achar alternativas.

Mas eu queria mesmo era ser taurina ou ariana...bem mais fácil viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário